Tags

, , , , ,

guardaroupasminimalistaTambém pode ser chamado de “guarda vidas (muitas delas)”, afinal, se pararmos para pensar, tudo o que possuímos tem um valor sentimental, seja porque “sua mãe que comprou”, “seu namorado te deu”, “você gastou muito dinheiro naquilo”, “viveu momentos inesquecíveis com aquela peça” e milhões de outros que vão surgindo ao longo dos anos.

Ta na hora de desapegar! E eu falo sério.

Comece tirando tudo do seu guarda-roupas, tudo mesmo! Aproveite esse momento e passe um paninho naqueles lugares aonde o sol não bate faz muito tempo. Acredite. Esse 1º passo vai te fazer muito bem.

Crie 4 pilhas:

-Eu amo, não vou me desfazer

-Estou na dúvida, será que realmente preciso?

-Não uso mais, pode ir embora

-Ninguém quer isso, então vai pro lixo!

 

A primeira pilha é composta, por aquelas peças que você ama de paixão. É aquela saia lápis que cai perfeitamente em você, um casaco que aquece e é super moderno, uma bolsa super cara e linda que você comprou e por ai vai.

A segunda pilha são peças que você ainda está na dúvida, essa separe, você voltará mais tarde.

A terceira pilha são peças que você já amou algum dia, ainda estão em bom estado e podem ir para doação ou venda. Esse ato vai fazer super bem para você e para outras pessoas!

A última pilha é aquela que você pode jogar fora sem dó nem arrependimento. São bolsas rasgadas, sapatos usados até o talo e roupas gastas! Essa pilha não merece ir pra casa de ninguém, então LIXO agora!

Ufa, cansou? Ainda falta olhar a segunda pilha, lembra?

Ta na hora de sentar, segurar cada peça e se perguntar “eu vou usar isso?”, seja sincera com você mesma, reflita sobre a versatilidade daquela peça, pense em quantas vezes você já a usou, leve um momento aqui. Essa é a parte mais dolorosa, porque temos tendência a nos apegar ao “talvez”, mas lembre-se, quanto menos roupas no seu armário, maiores serão as possibilidades de novas e melhores peças fazerem parte da sua vida.

Ta na hora de descansar, afinal depois de um dia como esse você merece!

A gente continua depois.

Advertisements