Tags

, ,

POST5

Quando comecei a me interessar pelo universo minimalista, me deparei com o Projeto 333, que consiste em possuir apenas 33 peças no guarda-roupas, podendo renová-las a cada 3 meses.

São consideradas: roupas, acessórios, bolsas, sapatos…

O que não entra são: roupas para praticar exercícios, pijamas, roupas de baixo e peças que você usa TANTO, que já nem se dá conta que colocou, como por exemplo, alianças e relógio.

Li artigos, assisti à alguns vídeos e busquei entender melhor sobre o assunto, para chegar a uma conclusão. Acredito que cada um vive a sua felicidade de maneiras diferentes, vi pessoas se sentindo completas com apenas 33 itens e é isso ai!! Outras, procuraram adaptar o projeto a sua maneira e também se sentiram super satisfeitas. Então eu vou te contar a minha experiência.

Depois da maior limpeza feita no meu guarda roupas desde os últimos tempos, me vi com 1/3 do que eu tinha antes. Foram embora todas as peças que estavam esquecidas a muito tempo. Muita coisa foi para doação, outras eu vendi e tudo o que ficou ainda tinha a sua utilidade.

Então, pra que, rotular? Vivemos em função dos rótulos e regras da vida. Acredito que ser minimalista é se desprender dessas regras, então para que seguir um número? 33 pode funcionar para um e pode não funcionar para outro. Não se sinta obrigado a seguir esse número, se o seu for 50, 100, 150, cabe a você saber o que é melhor.

Você não precisa ser radical, não é obrigado a seguir o projeto 333 e não precisa viver com roupas rasgadas e velhas só para não gastar dinheiro (a não ser que você queira).

Ser minimalista é ter o essencial, coisas que você goste, que te tragam felicidade e que você de fato utilize!

Não parece tão ruim assim certo?

Que tal arriscar?

Advertisements