Tags

,

 

POST16

Para algumas pessoas é bem simples: “sempre tive essa tendência”, “sempre pensei dessa maneira”, mas pra mim, não foi bem assim.

Antes de optar por uma vida mais minimalista, vivi momentos de grande dúvida e confusão. Mudava de estilo toda hora, gastava dinheiro em pilhas de roupas que não tinham a ver comigo, sentava em frente ao meu guarda-roupas totalmente transtornada e chateada por não me identificar com metade do que estava pendurado.

O marco pra mim, foi a perda do meu avô. Aquele momento abriu os meus olhos, percebi que não levamos nada dessa vida, nem nosso próprio corpo. O que deixamos para trás de mais valioso, são apenas memórias, atitudes, estilo de vida e o bem que fizemos à outras pessoas.

No enterro do meu avô, não vi nenhum parente falando sobre como ele tinha um carro, casa e roupas interessantes. Só ouvia comentários sobre sua bondade, amizade e alegria.

Não queria mais aquela confusão na minha vida, e aquele pensamento foi como um vento forte, levando tudo que eu acreditava ser certo embora. Incrível, como mesmo quando alguém querido parte, aquela pessoa continua te dando lições de como viver.

Hoje, me sinto mais completa do que nunca. Vejo a vida com outros olhos. E para você, como foi essa mudança?

Advertisements