Tags

POST14

Não adianta, se você vive em um país capitalista, tem muitas chances de se tornar um ser humano bastante consumista!

Ainda criança, já somos estimulados a gostar de bens materiais. Ganhamos muitos presentes de parentes, amigos… e quem disse que precisa de data comemorativa? Criança ganha presente o tempo todo!

Já adultos, vivemos a realidade de uma vida com mais compromissos, responsabilidades, aonde muitas vezes a aparência conta bastante, só reforçando aquele pensando de “preciso comprar para me sentir melhor”.

Vivemos com uma ansiedade constante. Nosso humor é determinado pelos breves momentos de compra, nos fazendo sentir melhor somente se voltarmos com uma sacola pra casa.

Gastamos dinheiro quase todos os dias nas coisas mais diferentes, assistimos a comerciais que apresentam as últimas novidades no mercado, nossos amigos nos mostram algo super maneiro que compraram e o cartão vai passando.

Como se livrar dessas garras?

Se for muito difícil, comece deixando o cartão de crédito em casa. Evitando qualquer tipo de tentação, afinal você não tem mesmo como comprar.

Se você for uma pessoa mais controlada, apenas se questione quando estiver dentro de uma loja. “Eu preciso mesmo disso? Não estou comprando apenas por impulso?”.

Uma técnica que me ajudou muito, foi enumerar ao menos 3 razões para comprar aquela peça. Exemplo: é mais resistente do que a peça que tenho em casa, é mais bonita, é mais versátil. Ao menos você vai ter motivos para passar o seu cartão.

E lembre-se, as coisas que nos fazem mais felizes na vida, não são “coisas”.

Advertisements