Tags

,

comprandoroupas

Essa é uma ótima reflexão! Se a sua roupa estivesse pendurada em uma arara de loja, você se interessaria por ela? Quanto pagaria?

Essas perguntas me ajudam muito na hora de limpar o guarda-roupas. Eu seria capaz de adquirir novamente aquela peça? Caso sim, e principalmente, se eu ainda estivesse disposta a pagar um bom dinheiro por ela, isso significava que ela merece permanecer ali.

Agora, e se eu não estivesse disposta a comprar novamente aquela peça, se eu não me interessasse por ela caso estivesse à venda em uma loja? Acredito que esse já seria motivo suficiente para me despedir daquela roupa.

Ao longo da nossa vida, realizamos diversas compras por impulso, mas a partir do momento que você começa a se policiar, se questionar e avaliar melhor a sua compra, tudo muda. Você passa a sair dos shopping e lojas sem uma sacola, vê o seu dinheiro suado se manter na carteira até o fim do mês e passa a perceber que não é toda roupa que tem a ver com você.

Eu senti isso de cara quando comecei a me desfazer dos excessos. O que antes achava ter muito a ver comigo, pareceu perder todo o sentido. Parei de ver graça em peças de liquidação, super baratas, lojas de departamento com um qualidade péssima nas roupas, mal acabamento e uma cara de que não duraria nada. Comecei a ser bem mais exigente, e até na loja mais cara eu torcia o nariz.

Minha filosofia é a seguinte: Eu me amo, e quero o melhor pra mim, então tudo o que possuir deve ser de boa qualidade, que tenha a ver comigo e me faça feliz.

A partir do momento que você se treinar a pensar dessa maneira sua vida muda muito, e pra melhor!

Advertisements